quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

M.A.P. - O modesto-caviar

Para ler a abertura da série clique aqui

Vocês já ouviram falar da gauche-caviar, a "esquerda festiva" francesa? Pois é, hoje vamos falar do modesto-caviar. O modesto-caviar, assim como o modesto-confete, é adepto da falsa modéstia. A principal diferença entre estes dois tipos é o interesse. Enquanto o confete busca a aprovação de todos e elogios, o tipo em questão só quer ser considerado educado. Simples assim.

O sujeito aprendeu a vida inteira que querer aparecer é errado, que é falta de educação. Então, nada mais óbvio do que ser modesto até a raiz dos cabelos. O modesto-caviar não só nega suas qualidades, como também admite seus defeitos (mesmo que isto acarrete situações embaraçosas).

Por exemplo, nosso estimado amigo é obeso. Ao estar num grupo de amigos, vai sempre citar seu peso, geralmente para parecer engraçado. Ele sabe muito bem que ninguém vai dizer "ah, que isso! você está ótimo!". E ninguém diz mesmo.

O modesto-caviar é inseguro, completamente inseguro, e tem péssima auto-estima. Pode até ser que pense: "bom, já que não tenho qualidades para simpatizarem comigo, vou fazer todo mundo simpatizar com meus defeitos". E há duas variações: o que busca pena e o que busca risos, sendo que este último costuma ser mais bem aceito nos círculos sociais.

Desta vez não vou propor experimentos divertidos, porque acho que brincar com gente de baixa auto-estima pode ser desagradável para os dois lados. Ele quer atenção, não para aparecer, mas sim para ser aceito e se sentir querido. Faça por onde, né?


Mais M.A.P.? Leia O modesto-confete

7 comentários:

Marcio Sarge disse...

Anjo, anjo meu!


Muito obrigado por me fazer sentir uma pessoa legal.
Nunca fui dado a modéstia e isso até certo ponto era visto como defeito e eu como um grande fillho da puta.

Agora vou recomendar esse texto para me advogar. rsrs

Beijos.

V.H. de A. Barbosa disse...

Eu tinha um amigo bem feio que era assim.

O engraçado dessas pessoas é que elas acabam desenvolvendo uma grande capacidade de zombar dos outros e apontar o defeito das mesmas, numa tentativa de esquecer os seus próprios.

Abraços!

Fael disse...

Olha, confesso, eu gosto dessas pessoas que tem isso que vc chamou de modesto-caviar. Creio até que eles não agem com falsa modéstia.

O exemplo do obeso parece mostrar isso. O cara quando brinca com o seu peso, como vc disse, ele não espera que alguém contrarie ele, ou seja, quando ele fala do peso dele ele está sendo sincero: "sou pesado mesmo, é só olhar pra mim".

Eu vejo modéstia, porque acredito que a modéstia é a capacidade de reconhecer os seus limites (no caso, seus defeitos). Mas não sei se há, neste caso, falsa modéstia. Acho que é modéstia sincera, mas que é utilizada para se tornar o centro das atenções.

Laila disse...

"O modesto-caviar não só nega suas qualidades, como também admite seus defeitos"

Infelizmente só citei o caso dos defeitos. Quando um modesto-caviar tem uma qualidade, ele também desfaz dela.
Vamos supor que ele cozinhe muito bem. Ele vai, serve a comida, a pessoa elogia e ele não consegue simplesmente agradecer, ele vai sempre dizer "que isso, quem cozinha bem é a minha vó, etc etc".
Só que ele não faz por mal.

May disse...

Nossa, através de quais amigas você me encontrou? x) Fiquei curiosa. ^^


E fiquei feliz que tenha gostado dos meus escritos. :D Eu ando em recesso, mas espero logo poder sentar-me com calma e escrever mais.. Faz-me um bem muito grande, e me deixa ainda mais feliz saber que outras pessoas também gostam :)


Volte sempre!

:**

May disse...

E, ah!, adorei a sua linha de pensamentos. Bem concreta e incisiva x) Depois lerei o restante!

Marcelo disse...

Buscando pena ou simplesmente risos, o modesto caviar, relamente, tem um problema de auto-estima seríssimo... E isso é o tipo da coisa que afeta até a vida profissional... Já conheci pessoas nesse padrão... é lamentável.

Laila, já pensou em assistir a umas aulas no curso de Letras só para ver como é que é? Sem compromisso mesmo.. só para conhecer. Se você quiser, consigo isso para você aqui em Valença fácil.

Acho que você têm um talento com a linguagem bem acima da média... E essa é uma via de trabalhar isso também.

Abraços

Marcelo